segunda-feira, 21 de março de 2016

EGITO 2000 - UM CRUZEIRO PELO NILO ( 8 ) : Assuan






Álbum de fotos exclusivas





ASSUAN
(Assuã)





Chegada




No mesmo quarteirão  :  construção de igreja copta  (= cristã ),


uma mesquita  (= muçulmana ) e


uma sinagoga  ( = judaísmo ).







Venda de sucos  (refrescos)









ASSUAN
Visita à pedreira faraônica




"A pedra imperecível permanece a grande testemunha do Egito dos faraós"
JEAN-MARC BRISSAUD  -  "O Egito dos Faraós", Editions Famot, Rio de Janeiro, 1978.




Sulcos na pedra para colocar alcunhas de madeira

 

A madeira era molhada, inchava, fissurava a pedra, destacando os blocos.





Profundidade de um sulco escavado no granito róseo de Assuan





Vista da pedreira







Obelisco de Hatschepsut, inacabado e abandonado.







Fissuras no obelisco, motivo do seu abandono.

















Vistas da pedreira






Blocos fissurados -  o granito róseo de Assuan era muito procurado pelos faraós.





Sulcos na pedra :  processo egípcio para extração de blocos.




WMV












ASSUAN
Passeio à antiga represa, construída pelos ingleses em 1902.






Vista do alto da Antiga Represa de Assuan



Percorrendo o alto da velha barragem de Assuan


Monumento em homenagem à Nova Represa de Assuan, construída pelos russos na época de Gamal Abdel Násser : o maior símbolo e orgulho do Egito moderno.






Vista do Templo de Kalabscha, transferido inteiramente de local durante a campanha de salvamento dos monumentos da Núbia, lançada pela UNESCO, devido à construção da Grande Represa de Assuan.

Este templo foi reconstruído pelo imperador romano AUGUSTO, ampliando um santuário deixado por AMENHETEP III.

Kalabscha era a residência do deus  MANDULIS  (= nome núbio de HÓRUS).










Nenhum comentário:

Postar um comentário