terça-feira, 15 de março de 2016

EGITO 2000 - UM CRUZEIRO PELO NILO ( 4 ) : Luxor








Álbum de fotos EXCLUSIVAS

  

O ocidente de LUXOR  :
Frente a Tebas e Luxor, na margem esquerda do Nilo, estão
#      os "colossos de Menon" , ou seja, duas estátuas imensas de Amenhetep III, que outrora enfeitavam os pilones da porta de entrada de uma cidade ;
#      o "Ramesseum"  -  templo mortuário de Ramsés II, com inúmeras salas e hipostilo;
#      Deir-el-Bahari  -  onde Mentuhetep I e Hatschepsut levantaram grandiosos templos ;
#      o "Vale das Rainhas"  -  com inúmeras tumbas, sendo a da rainha Nefertari a mais bela ;
#      o  "Vale dos Reis"  -  onde encontraram grandes "apartamentos funerários", com dezenas de salas, dos principais faraós egípcios ;
#      o "Cimo do Ocidente"  -  o pico mais alto da região, em forma de pirâmide.



O amanhecer nos "Colossos de Amenhetep III", pai de Tutankhamen.





O "Ramesseum" - templo funerário erguido em homenagem a Ramsés II






Casa utilizada por Howard Carter durante os trabalhos de escavações da tumba de Tutankhamen









 Um aspecto da entrada  do "Vale dos Reis".
Aqui os faraós do Novo Império construíram seus túmulos, dentro das rochas...






O "Cimo do Ocidente", parecido com um pirâmide, coroa todo o Vale dos Reis.


Cafeteria e Restaurante na entrada da turística ao  "Vale dos Reis"





Cascalhos e entulhos de pedra calcárea no  "Vale das Rainhas"




Visitar a tumba de Nefertari foi um privilégio.
É o túmulo mais caro e foi totalmente restaurado.
Entram apenas 8 pessoas por vez.



WMV






















Casa enfeitada de vilarejo egípcio







Tijolos feitos com palha e lama do Nilo


Trabalhadora egípcia lidando com palha





 Ânforas de diferentes tamanhos e estilos, secando ao sol







Loja de trabalhos em alabastro



Pedra bruta de alabastro




 


Transformando a pedra bruta num lindo vaso de alabastro

 


O alabastro é uma pedra translúcida.
No antigo Egito usavam-na para confeccionar lamparinas.







Estatuetas também elaboradas com outras pedras do solo egípcio






Cortesia da casa : pão e coalhada árabe, com azeite









Estatuetas de divindades, rainhas e kanopos talhadas em diferentes tipos de pedras









Crianças egípcias brincando com um jumentinho











DEIR EL-BAHARI
O Templo da rainha Hatschepsut :







Esta é a obra-prima da rainha Hatschepsut.
Seu arquiteto Senmut começou a carreira como soldado nos exércitos de Thotmés I  ( o pai da rainha ) e tornou-se seu mordomo, favorito e amante.





Hatschepsut, mulher de Thotmés II, não deixou que seu enteado incestuoso subisse ao trono, como era o desejo de seu marido.
Então ela tornou-se regente  e logo assumiu o poder real.
Fez-se representar com a barba postiça, sem seios, com os cetros reais  (o báculo e o chicote ) e a dupla coroa  "Pa-Shenti".
Os sacerdotes não hesitaram em chama-la  "Filha de Rá" e 'Senhora das Duas Terras"  por 22 anos.






Rainha Hatschepsut tocando um sistro








 Prof. Walmor




Hatschepsut abandonou a política de imperialismo e fez uma memorável expedição ao país de Punt  (a Somália ), de onde trouxe mudas de árvores, resina de mirra, ébano, marfim, ouro, madeiras de incenso, macacos, cães, peles de pantera, nativos e seus filhos.




Vista para a plataforma do Templo de Mentuhetep 




Escavações arqueológicas



O templo se mantém como uma das mais impressionantes e arrojadas construções do Egito antigo.
Sem dúvida, Hatschepsut   "fez as Duas Terras trabalharem para ela"  -  como reza uma inscrição.


As elegantes colunas hatóricas deste recinto invocam alegremente a deusa do amo0r, simbolizada por uma vaca.





Restaurações

 

Hatschepsut morreu em 1483 aC.
Thotmés III, o sucessor, vingou-se dela martelando seus nomes e seus hieróglifos.
No período cristão, este templo tornou-se um mosteiro copta.





Guia egípcio do templo






Anita  

 Jarbas





Conhecendo um pouco mais a rainha Hatschepsut

wmv
'The History Channel'
09/03/2007








ESTÁTUAS DE AMENHETEP III
Os "Colossos de Menon"





Estes dois gigantes são Amenhetep III, com 21 m. de altura e 700 toneladas cada.
Guardavam a entrada do templo funerário, demolido por ordem de Merneptah  (o faraó do Êxodo).
Os gregos os chamaram  "Menon"  -  personagem da Ilíada de Homero, porque uma das estátuas cantava com a brisa da aurora.
Um terremoto, no reinado do imperador romano Sétimo Severo a silenciou para sempre.




Estas estátuas são também conhecidas como  "Colossos de Menon".









 Canal de irrigação, visto pela janela do ônibus



WMV
 CONHEÇA MAIS


 
          O VALE DOS REIS  

https://www.youtube.com/watch?v=XaEaZbRYZ_0



Nenhum comentário:

Postar um comentário