quinta-feira, 10 de março de 2016

EGITO 2000 - UM CRUZEIRO PELO NILO ( 1 ) : Planalto de Gizé










WMV
Imagens de um cruzeiro pelo Nilo













Álbum de fotos EXCLUSIVAS









CAIRO
Planalto de Gizé :




Pedras calcárias da grande pirâmide de Khufú  (= Quéops ).
Com 147 m. de altura, é o ápice da ambição humana.
Ela comemora a vitória sobre a morte !






A =  entrada original da Grande Pirâmide de Khufú.
B = passagem aberta com explosivos, por ordem do califa Al Mamun, ano 820.
   

São 2.300.0000 blocos de calcário, empilhados. 30 anos de construção.
Na sua área podem caber a Catedral de S. Pedro, S.Paulo, Florença e Milão (Itália) + a Abadia de Westminster (Londres).



Esta pirâmide foi violada no ano 2.000 aC e novamente lacrada.
Persuadido que aqui havia tesouros, o então califa Al-Mamum, filho de Harum al Rashid, ordenou que a devastassem.
Saíram de mãos vazias !





 Porta de acesso ao interior da grande pirâmide de Khufú ; passagem aberta por Al Mamun.








Imagens do interior  Pirâmide de Khufú (= Quéops) :


A Grande Galeria, de 46 m. de comprimento, leva à Antecâmara e à Câmara Real, onde está o sarcófago de Khufú.


Saída da Antecâmara para o retorno pela Grande Galeria.



A Câmara da Rainha fica no coração da pirâmide.
Neste nicho (oratório) da parede oeste, certamente havia uma estátua do rei.
Em comparação com a Câmara do Rei, este compartimento é mal talhado.


Corredor descendente, de 111 m., que leva à câmara subterrânea, muito abaixo do nível do solo.



Não deixe de ver :








 Anita, nas proximidades da Grande Esfinge de Kafrá




Anita, com as pirâmides ao fundo...



"Toda gente teme o tempo - mas o tempo teme as pirâmides !" - dizem os árabes.



 Jarbas, montado num dromedário.




WMV





LUXOR
à bordo do "Sonesta" :





Ingressando no  "Sonesta"

 drink à bordo, recepcionando os turistas


Rede de hotéis SONESTA





WMV
Chegando no Sonesta






Anita, abrindo a porta do camarim









Assim, com a câmera na mão, vi todo o Egito





Detalhes do camarim


  




Programa dos entretenimentos oferecidos durante o cruzeiro, à bordo do "Sonesta".










No hall  superior do "Sonesta"












À beira da piscina ...



Templo da rainha  Hatschepsut, em Deir-el-Bahari, na outra margem do Nilo,  avistado do Sonnesta  





As águas do Rio Nilo







LUXOR

Aqui, na antiga Tebas, instalaram-se os reis do Médio e Novo Impérios.
O Egito conheceu o auge de sua glória, do seu esplendor e riqueza.
Estendeu suas fronteiras do Sudão ao Eufrates...
Os tributos foram inesgotáveis !
O Egito tornou-se uma potência.



Amanhecer em Luxor.
Mesquita próxima ao cais



Templo de Karnak :

Esta é a maior basílica do mundo e é dedicada ao deus Amen-Rá, patrono dos faraós e da realeza, o rei dos deuses.

Neste santuário nacional mais de 50 reis de todos os períodos, à partir do Médio Império, acrescentaram
capelas,
colunas,
estátuas,
obeliscos
e pequenos templos interiores.

Aqui está o obelisco mais alto do mundo  -  o obelisco da rainha Hatschepsut !





Grandiosa estátua monolítica de Ramsés II


Altos-relevos mostrando a notável barca sagrada de Amen-Rá, que conduzia a estátua do deus-patrono do Novo Império durante as procissões religiosas.


Fragmento de uma estátua faraônica


Lago sagrado de Karnak, dedicado a Mut, mulher de Amen-Rá : 
segundo a crença egípcia tebana, o sol nasceu de  uma flor de lótus que desabrochou nestas águas, no início dos tempos, dando origem ao mundo



Baixo-relevo de cerimonial de libação.



Os textos egípcios revelam que os faraós acreditavam em
um deus único, infinito e eterno,
na providência divina,
no perdão dos pecados,
nas ´punições ou recompensas depois da morte.

A nossa concepção da "trindade" divina vem desta litania de 2.200 aC :

"Todos os deuses são três :
AMEN, RÁ e PTAH  -  e não há um segundo deus.
'Oculto' é o nome de AMEN ;
seu rosto é RÁ
e seu corpo é PTAH.
Só AMEN é como RÁ e como PTAH, os três juntos !"





Pedaço de um obelisco tombado, com o 'bembenet' (ponteiro) inteiro.
Os obeliscos eram considerados  'pilares de luz do sol'.


Oferendas de Ramsés II.
Aqui ele relatou suas batalhas contra os hititas.
Ele trouxe da Síria plantas e animais curiosos para adornarem o jardim botânico que aqui construiu.


Anita aos pés de uma estátua colossal



Pilares retangulares de Thotmés IV, representando o Alto e Baixo Egitos


Cártulas  ( cartuchos ) com os nomes de trono e pessoal de Ramsés II estão por toda parte.


Sistema para encaixe de pedras de piso


Também os faraós mandavam apagar imagens ou textos de reis anteriores, de quem não gostavam.
Aqui estava a rainha Hatschepsut que usurpou o trono do enteado Thotmés III. 



Anita, nas ruínas de Karnak



Faraó Thotmés homenageando Min, deus da fertilidade




Baixo-relevo sobre a coroação de Ramsés II






Hieróglifos em baixo-relevo com Ramsés II apresentando oferendas ao deus itifálico Min, da fertilidade. 








Nossos amigos de viagem, Profª.Alice e Prof. Walmor, ambos de Porto Alegre-RS



Androesfinge  



WMV

















Nenhum comentário:

Postar um comentário